Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Digo eu

Digo eu

Descobre-te

 

 

 

Se queres ser alguém na vida, sê tu mesmo. Procura conhecer-te a fundo, sem pressa nem calma demais. Tudo tem que ter o seu ritmo, bem sei, o que nem sempre é fácil de encontrar. 

Às vezes é preciso tropeçar, cair e levantar. 

Não corras sem saber aonde vais. Mas se souberes o que te fará feliz num dado momento, não percas a oportunidade de ir correndo, batendo até com os calcanhares no rabo para lá chegares. 

Perde o fôlego mas não te percas. Vai como se vai com a certeza de coração, pensando em simultâneo,  porque é também preciso pensar. Mas se pensares por muito tempo, começas fatalmente a medir os prós e os contras, sentindo o medo a chegar. Medo de ser ridículo, medo de não conseguir, medo de ficar decepcionado. 

Não temas nada disso! Teme antes a dúvida por não teres tentado. 

Tenta quantas vezes forem precisas, tropeçando, caindo e levantando, sempre de cabeça erguida, com coragem, com vontade e com espírito de quem quer saborear a vida e esse teu caminho abastado. 

Conhece-te para que conheças os outros. Ama-te para que ames os outros. 

Vai fazendo o teu caminho ao teu estilo, com as tuas qualidades e o teu lado menos simpático, não esquecendo que és feito desse todo. 

Aceita-te e faz-te. Faz-te com as tuas próprias armas. E serás como tens que ser, genuíno, fidedigno, capaz.